quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Críticas de Arte

Trabalho, que nesta área das artes plásticas se deve concentrar primordialmente no desenho, nossa pesquisa interminável e constante para atingir o inatingível domínio da mão sobre o pensamento. Desenho que é em arte o começo e o fim de todas as coisas.
Mestre Armando Alves


Tarefa difícil, sem dúvida, tanto mais quando se pretende afirmar um percurso num campo desigual em que as lutas e tensões por impor o legítimo a última diferença legitimada constroem um património físico e simbólico com base em taxinomias interpretativas. Esforço admirável, portanto, credor do nosso respeito e admiração pelo que representa para a nossa vivência comum. É fácil criticar quem desiste, mas também é fácil, muito fácil mesmo, não apoiar quem não desiste.
Sociólogo Álvaro Borralho


Carlos Godinho, licenciado en diseño, aporta una muestra pictórica, que presenta varias características, que son apreciables inmediatamente. Un estilo surrealista, cuyo arranque puede encontrase en Dalí y en el surrealista portugués Gustavo Fernandes, de él toma la estética de la escasez de figuras en el cuadro, para centrar el mensaje. Y la forma de expresar sus ideas, en las que predomina el dibujo y la composición de las figuras, construidas con colores suaves, a las que rellena con óleo muy diluido, que a veces recuerda la acuarela.
Leer los cuadros de Carlos Godinho, es captar los elementos totémicos, que tienen de por sí una clave. A través de su presencia podemos establecer el significado profundo del cuadro. Las manzanas, constituyen la lectura bíblica del pecado e incluso de la feminidad, que con frecuencia
contrapone a elementos puramente religiosos, como un rosario, haciendo un juego entre el pecado y la devoción. Pero este surrealismo, no está alejado de la tierra, en estos: "
Juegos míticos del pensamiento" como define al conjunto de su obra, aparecen iconos, como iglesias, azulejos, o el homenaje a Mérida, en las que a través de las figuras hace una reflexión casi regionalista, que lo incardina a un lugar determinado. Los sueños surrealistas, son de alguien identificado con un lugar. Y esto es interesante, ya que habitualmente los pintores surrealistas despersonalizan su obra.
Carmelo Arribas Pérez
Crítico de arte


This Work, of my friend Carlos Godinho, represents, one of the great portuguese writers...Fernando Pessoa. F. Pessoa, as a writer, had as well one superb capacity of changing personality of his personages!!! He sign several poems as another man and writer...what we call "Heterónimo". One of this ficticious personages we did and write, was one, particular and with one way of being and thinking from the portuguese region called ALENTEJO. Thats why Carlos Godinho did this lovely paint,
giving one great "omage" to this chameleon portuguese writer. The work has every symbol of Alentejo. The olive tree, the water container, the yelow field and a very pretty blue sky. The mirror could represent this dioctonomy of the writer, when he dresses this diferent personalities. The figure of Fernando Pessoa is well done on the center writing his texts.
João Carita 2008


I mulini a vento di Carlos Godinho richiamano alla mente le atmosfere oceaniche delle coste portoghesi, in cui il vento ha sempre invitato all’avventura questo popolo di impavidi navigatori.
Il Portogallo è propaggine di terra rivolta tutta verso la vastità dell’oceano, che si perde allo sguardo di chi la scruta dalle sue coste ventose e selvagge.
Similmente i dipinti di Carlos Godinho si trovano in bilico tra uno spazio ancora reale e lo spazio incondizionato del metafisico, che abbraccia il nostro essere per trascinarlo nella sua vastità esattamente come fa l’oceano.
L’artista ci dice: “A força da natureza sempre fez mover os moinhos.” (La forza della natura fa muovere i mulini) Ed è proprio questa forza, che porta il nostro sguardo a scoprire lo spazio di terre ancora inesplorate, dove gli oggetti stessi conquistano nuovi orizzonti, come accadeva ai navigatori portoghesi che si spinsero laddove altri avrebbero visto solo la fine del mondo conosciuto e di ogni speranza.
il primo Premio Internazionale di Pittura figurativa
contemporanea avente per tema il "MEDIOEVO", all'interno dello splendido contesto della XIV edizione delle "Ferie Medievali”



S A U D A Ç Õ E S !!!
CARLOS, saibas que foi um deleite passear por algumas de tuas obras. Entrar nessa atmonsfera surrealista, mística e de muita delicada fez decolar a minha imaginação... E claro, nesse mundo está o querido Portugal, sutil e delicadamente lembrado em teus mosáicos. "VISÕES DE UM MUNDO" foi a obra que mais me fascinou. Que magnífica figura de mulher, com beleza e expessão corporal. Que sua visão seja a de um mundo melhor para a humanidade. Sem conflitos, sem destruição. Magnífica obra. Receba os meus parabéns e seja BENVINDO a este lindo Portal. Um forte abraço desde São Paulo - Brasil,
Waldir Novelli Dias
in: www.artistasdelatierra.com/Europa/Portugal/Evora/Estremoz/foto_60427.htm



Hi from Gian Genta guest sculptor in TALENT SEEKERS I want to pass a remark for the excellent quality of your work. Congratulation for your interesting acting.
http://www.talentseekers.net/


Estimado amigo artista:He visitado tus pinturas. Me han parecido muy metafísicas, suaves y sugerentes.Muy lindo el porquinho, excelente idea!Felicitaciones por tu trabajo.
Cariños desde Buenos Aires,
Graciela Bello.
Ago2009


Очень эффектные и интеренсные работы. Удачи Вам в творчестве и много новых работ...
(Muito eficaz e interessante trabalho. Boa sorte com as obras e muitas novas obras ... tradução)
Ago2009 


Ora aqui está uma opinião de bom critério! Carlos Godinho é um Mestre alentejano de talentos reconhecidos aquem e além fronteiras com mostra a decorrer actualmente em Viseu. Pela mão da Galeria Vieira Portuense, participou na colectiva "PONTES LUSO-GALAICAS" e "AO REDOR DO TOURO" que tiveram lugar no Porto.
Galeria Vieira Portuense - Facebook - Dez2009



quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Exposição Galeria Vieira Portuense 2010





TEXTOS DE CATÁLOGOS DE EXPOSIÇÃO

Cada traço pode ser olhado de múltiplas formas.
Assim, cada quadro é o despertar para uma realidade de descobertas para além do consciente. A luz, a forma e a cor transportam-nos para um número (in)finito de construções que apenas cada um pode percepcionar. Em cada ponto visionamos um equilíbrio expresso nos modelos. Aqui não temos que olhar o que nos é comum mas o que nos conduz a uma visão mais lata de tudo quanto nos rodeia. Cada pintura é mais do que aquilo que conseguimos fotografar. É aquilo que nós queremos em cada momento. É o que se pode ver naquilo que cada tela apresenta.
____________________________________________
Vinte Anos de Pintura

Escrever sobre os meus vinte anos de exposições é quase como abordar metade da minha vida. Durante muitos anos, sonhei com tal momento. Finalmente aqui estou com mais uma exposição. Sei que é apenas uma pequena mostra do meu trabalho. Não sendo uma retrospectiva, sinto que é um marco importante. O ano de 2008 foi muito especial, o de uma viragem no que respeita aos lugares e sítios onde me foi possível mostrar o meu trabalho. Com a internacionalização da minha pintura, já vista nos quatro cantos do mundo, só poderia voltar a fazê-lo no mesmo lugar que há quinze anos me levou, pela primeira vez, ao estrangeiro, na Pousada Rainha Santa Isabel, em Estremoz.Hoje, sinto que a pintura não é um complemento na minha vida, mas parte integrante dela. Os momentos bons e outros são passados a equacionar e executar cada trabalho. O melhor momento é quando se a conhecer uma obra e se recebe a critica de mãos abertas, como se estivesse a receber escola. Se digo muitas vezes que estou “sempre a aprender” não posso deixar passar mais este momento sem deixar uma palavra de agradecimento a todos os que me têm apoiado nesta caminhada, porque este percurso é que me tem lavado a evoluir na pintura. Não sendo fácil ser artista em Portugal, procuro conviver com esse facto sem angústias porque acredito que, um dia, todos ficaremos mais “ricos” se apostarmos na Cultura e nas pessoas, que são muitas, pensando que o caminho é sermos fonte de saber. Saber que não deve ser exclusivamente nosso, mas transmitido.Um agradecimento especial ao Paulo Garcia em nome das Pousadas de Portugal; à Câmara Municipal de Estremoz, na pessoa do presidente e vereador da cultura; ao Orfeão Tomaz Alcaide, através da sua direcção, maestro e todos os elementos que o compõem; e, ao maestro José Raimundo e João Bandovas .
____________________________________________
O DESCREVER IN CONSCIENTE

Cada traço pode ser olhado de múltiplas formas.Assim, cada quadro é o despertar para uma realidade de descobertas para além do consciente.A luz, a forma e a cor transportam-nos para um número (in)finito de construções que apenas cada um pode percepcionar.Em cada ponto visionamos um equilíbrio expresso nos modelos.Aqui não temos que olhar o que nos é comum mas o que nos conduz a uma visão mais lata de tudo quanto nos rodeia.Cada pintura é mais do que aquilo que conseguimos fotografar. É aquilo que nós queremos em cada momento.É o que se pode ver naquilo que cada tela apresenta.

Carlos Godinho Fev 2009
____________________________________________


Carlos Godinho é um dos artistas plásticos estremocenses mais activos na actualidade. É relevante a sua incessante pesquisa de novos locais em solo nacional ou internacional, para apresentar ao público os seus trabalhos. Consegue assim ter várias mostras a decorrer ao mesmo tempo e grande períodos de tempo! Com os seus quadros e como este meu amigo diz - “Atrás de mim levo o nome de Estremoz” – facto indesmentível e que vinca o apego que tem à terra que o viu nascer e onde trabalha.
Numa primeira observação, verifica-se de imediato que a obra de Carlos Godinho se insere num evidente aproximar dos trabalhos em tela de Salvador Dali. Este aproximar reflecte-se não só na forma de apresentação temática, mas também na explanação sobre a tela das figuras e objectos, pintados segundo características “dalilianas”. Situação particularmente interessante para os conhecedores.
Sou daqueles que considero positiva a atitude de “discípulo” que alguns artistas plásticos têm, relativamente a autores marcantes na história de arte mundial, desde que assumida. Carlos Godinho não o esconde, até o demonstra e vinca sempre que pode. Ser discípulo significa seguir conscientemente não só a Escola preconizada pelo Mestre, mas também marcar a nossa individualidade enquanto artista. Carlos Godinho representa bem o que afirmo.
As telas em exposição são obras que nos mostram o momento artístico vivido pelo autor. A grande maioria são recentes e demonstram o apuro a que chegou a pintura do autor. Particularmente felizes são as pinturas que vão buscar inspiração na obra do poeta António Simões – “Minha Mãe amassa o pão”, numa demonstração de grande afectividade de Carlos Godinho para com o poeta.
Que esta seja uma de várias colaborações entre a Câmara, através do seu Museu, e Carlos Godinho.

Hugo Guerreiro 
(Director do Museu Municipal de Estremoz Prof. Joaquim Vermelho)
________________________________________________

"VISÕES... deCOR"
Olhar... contemplar uma tela branca... visionar o espaço e dar-lhe cor é o trabalho que apresento nos Açores, mais concretamente, na Cidade da Horta.
Cada quadro, é o retirar de um número infinito de imagens o que de mais puro elas possam trazer. O aproveitar das formas, o escolher das cores e o aceder ao conteúdo é o que faz crescer as minhas "VISÕES...". De outra forma, é o puro diálogo entre o real e o imaginário. Resumindo é a leitura "...deCOR" do consciente assustado, visionário e contemplativo. Desta forma crio um conteúdo traçado à medida de cada tela.
Os trabalhos que mostro, nas Antigas Instalações do Banco de Portugal, na Horta são um percurso simples, entre o passado recente e o presente. 
Fico grato por ter esta oportunidade de mostrar parte do meu trabalho na Ilha dos Viajantes, com a cidade virada para o ponto mais alto de Portugal.
Finalmente gostava de agradecer ao Município da Horta, na pessoa do Presidente João Azevedo e Castro e do Vereador da Cultura Rui Gouveia dos Santos, por me terem proporcionado este momento, sabendo que é a minha primeira exposição nos Açores.

Mistérios do Natal

http://misteriosdonatalnavieiraportuense.blogspot.pt/

Nascimento da Fé / óleo s/tela/ 80x50 cm

Encontro Ibérico de Artes Plásticas - Oropesa

http://encontroibericodeartesplasticas.blogspot.pt/


"Sempre..."/ Fev 2014/ Óleo sobre tela/ 50x70 cm


Pontes Luso-Galaicas

PONTES LUSO-GALAICAS - 2009
http://pontesluso-galaicas.blogspot.pt/


"HETERÓNIMO ALENTEJANO"/ 2017/ Óleo s/tela/ 90x60cm

"TEMPO DE MAR"/ 2008/ Óleo s/tela/ 55x45cm

"VAMOS AO MAR"/ 2007/ Óleo s/tela/ 90x60cm

"VISÕES DE UM AZUL"/ 2008/ Óleo s/tela/ 93x61cm


2.º ENCONTRO LUSO-GALAICO - 2012/2013
http://2encontrolusogalaico.blogspot.pt/

“Moinhos ao Vento”/ Óleo sobre tela/ 60x60 cm


3.º Encontro Luso-Galaico - Chaves 2014
http://pontesluso-galaicas3.blogspot.pt/


“Fado Português” / 2012/ Óleo s/ tela / 70x50 cm


4.º Encontro Luso-Galaico - Chaves 2015
http://ponteslusogalaicasiv.blogspot.pt/


“Fruta II"/ 2014/ Óleo sobre tela/ 81x110cm 

Currículo

PRÉMIOS
2015 - Menção honrosa, não Prémio de Pintura da JF Sta Maria Maior, na Ilha da Madeira 
2016 - Segundo prémio, não Concurso Pintar o Sardoal, no Sardoal 
2016 - Medalha de Prata, na Exposição de Pintura da Artiset - AAAGP, na Casa da Cultura, em Setúbal.
2016 - Menção Honrosa, na Exposição O Vinho e os Descobrimentos - Adega Marquês de Pombal (XIV Congresso Internacional de Confrarias) , em Oeiras.


REPRESENTADO

ENTREVISTAS
Rádios:
- Rádios: Almansor (Entroncamento);
- Despertar (Estremoz);
- Forum (Mérida - Espanha);
- São Mamede (Portalegre);
- Vidigueira (Vidigueira);
- Onda Sero (Espanha)
- Rádio Sim (RR Elvas)
- Rádio Elvas (Elvas)
- Rádio Borba (Borba)
- Rádio Campanário (Vila Viçosa)
Jornais:
Brados do Alentejo (Estremoz);
El Periódico Extremadura (Extremadura - Espanha);
Digital Hoy (Espanha);
Portal do Algarve (Tavira)
Televisões:
RTP Açores
TVE - (Extremadura - Espanha);
Tele Zafra (Zafra - Espanha);

DIVERSOS 
- Organização da "Mostra de Pintura Surrealista", no Encontrartes 2009- Mandatário da V Bienal de Santa Catarina, Fátima (Portugal);
- Comissário de diversas exposições em Estremoz;
- Sócio fundador da ETMOZ (Associação Cultural e Etnográfica do Concelho de Estremoz);
- Sócio e membro da direcção da ADLE (Associação de Desenvolvimento Local de Estremoz);
- Colaboração no Jornal Brados do Alentejo, no âmbito das Artes Plásticas;
- Produção e realização de programas na Rádio Despertar, sobre Artes e Educação - ENCONTROS; FOGO CRUZADO; e, CONVERSAS XX-XXI;
- Coordenação, produção e realização do programa na Rádio Despertar, Iniciativa "Diálogo sobre a Europa" - Projecto de Debates Radiofónicos, com figuras regionais e nacionais;
- Pintura de Sete Poemas de Sebastião da Gama, escritos em Estremoz;
- Responsável pela abertura do Núcleo do Projecto da Serra d`Ossa na Escola Básica 2, 3 "Sebastião da Gama" - Estremoz, projecto de Educação Ambiental;
- Membro do Júri do Carnaval de Estremoz 2006 - para a área a apresentação plástica dos elementos alegóricos do corso;- Sócio da Associação Cultural Extrema-Alentejana;
- Coordenador da iniciativa - A BILHA, projecto de arte, que envolveu cerca de 1500 alunos de todos os níveis de ensino (do pré-escolar ao secundário) do concelho de Estremoz, na decoração das tradicionais bilhas de barro no ano de 2008. No ano de 2009 este projecto está destinado a todos os alunos da região Alentejo;

LOGÓTIPOS
- O restaurante "O Tarro" de Portalegre;
- Luís Cortes - Reparação de Material Eléctrico, Santo Amaro - Sousel;
- Agrupamento de Escolas de Estremoz;
- Móveis Lélé - Estremoz;
- Alensport - Artigos de Desporto, Estremoz;
- Cenforsega - Centro de Formação de Professores de Estremoz e Sousel, Plataforma Moodle
- GramarSerra - Empresa Transformadora de Mármores, Estremoz

Colecções particulares
Almada, Amadora, Arronches, Braga, Borba, Elvas, Estremoz, Évora, Haia (Holanda), Itália, Cascais, Portalegre, Portel, Viseu.

Colecções Institucionais
- Museu Municipal de Estremoz
- Consulado de Portugal em Newark, Estados Unidos da América
- Castelo de Chateux de Reuax, France
- Centro de Arte Contemporânea de Reguengos de Monsaraz
- Hotel Dom Fernando em Évora
- Casa do Ribatejo, Estados Unidos da América
- União das Casas Luso-Americanas de New Jersey - Estados Unidos da América
- Instituto do Emprego e Formação Profissional e Centro de Emprego de Estremoz
- Rádio Despertar Voz de Estremoz
- Adega do Monte Seis Reis em Estremoz
- Ayuntamento de Zafra (Espanha)
- Cruz Vermelha Portguesa - Delegação de Cartaxo Santarém
- UCC/Clínica da Cruz Vermelha Portuguesa, em Estremoz 
- Instituto Politécnico de Viseu - Aula Magna
- Câmara Municipal:
        . Arruda dos Vinhos;
        . Estremoz;
        . Horta, Ilha do Faial, Açores
        . Mafra
        . Diputación Badajoz
- Caja de Ahorros de Badajoz (Espanha)
- Caixa de Crédito Agrícola de Estremoz, Monforte e Arronches
- Estalagem Páteo dos Solares, Estremoz
- Grupo de Amigos de São Lourenço, Estremoz
- Regimento de Cavalaria 3, Estremoz;

CATÁLOGOS 
- Exposição Colectiva de Pintura 1993;
- Aquém-Tejo (Associação Cultural de Municípios da Região Interior ao Sul do Tejo);
- Feira Internacional de Zafra;
- VII e VIII Salão de Artes Plásticas dos Artistas do Distrito de Portalegre;
- V, VI, XII, XIII, XIV e XV Exposição Internacional de Artes Plásticas de Vendas Novas;
- VII Exposição de Artistas Alentejanos;
- II Bienal de Artes do Alentejo;
- Exposição Hotel Dom Fernando, Évora;
- Agenda Cultural número 6 de Setembro de 2006 de Portalegre;
- As Cores do Alentejo" de Apoio à CERCI-Estremoz numa Organização Rotary-Estremoz. - Museu Municipal de Estremoz - Centro Cultural Marques Crespo 2009;
- III Bienal do Porto Santo 2009 (Ilha da Madeira);
- Artistas Plásticos de la Raya III.
- Arte para Cooperar, 2009, Aupex
- Utopia 3, 2010, Museu Municipal, Estremoz
- Visões... d`Cor, 2010, Horta - Açores
- Espaços Visionados d`Cor, Centro de Documentação, CM Lisboa

PUBLICAÇÕES 
- Dicionário de Pintores Alentejanos sob compilação de Guy Ferreira;
- Dizionario Enciclopedico Internazionale d`Arte Moderna e Contemporanea 2009 (Casa Editrize Alba - Ferrara - Itália)

TEXTOS-CATÁLOGOS 
- Mestre Armando Alves;
- Dr. Inácio Pestana;
- Dr. Álvaro Borralho;
- Dr. João Carlos Chouriço;
- Dr. Hugo Guerreiro;
- Carlos Godinho.

LIVROS
- Capa do livro: Décimas, Poemas, Cantigas, de Francisco João Saruga com edição da Junta de Freguesia de Santo Amaro (Sousel).

Pintar o Porto - Galeria Vieira Portuense

PINTAR O PORTO - 2012


"Oporto Calice"/ 2012/ Óleo s/tela/ 70x40 cm


PINTAR O PORTO II - 2012
http://2pintaroporto.blogspot.pt/


“Oporto Azul”/ Óleo s/tela/ 90x60 (duplo triptico)



PINTAR O PORTO III - 2014
http://pintaroporto3.blogspot.pt/


“D`Oporto à Foz”/ Óleo sobre tela/ 120x60cm/ 2014/ 650,00€

Exposições internacionais - Galeria Vieira Portuense

SALÃO INTERNACIONAL DE ARTE DO ALTO ALENTEJO - Sousel 2011
http://salaodaprimaverade2011.blogspot.pt



"Nisa Outros Lugares"/ Óleo s/tela/ 60x60cm


EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL DE ARTE - GALERIA VIEIRA PORTUENSE 2011
http://exposicaointernacionaldearte.blogspot.pt/


“Marvão Vila II”/ Óleo s/tela/ 55x46 cm


3º ENCONTRO INTERNACIONAL DE ARTE - 2013
http://encontrointernacionaldearte3.blogspot.pt/


“E Depois do Adeus”/ 2012/ Óleo s/ tela/ 54x46 cm

AO REDOR DO TOURO - Galeria Vieira Portuense

1.º Encontro - 2009, Galeria Vieira Portuense


"Nocturna"/ 2007/ Óleo s/tela/ 60x60cm


2.º Encontro AO REDOR DO TOURO - 2011, Sousel


"Depois a Praça"/ 2010/ Óleo s/ tela/ 70x100 cm


3.º Encontro AO REDOR DO TOURO - Montalegre 2012
http://aoredordotouro3.blogspot.pt/


“Extourada”/ 2012/Óleo s/ tela/ 55x46 cm


4.º Encontro Internacional de Arte ao Redor do Touro - ASMAV 2013
http://encontroaoredordotouro4.blogspot.pt/


“Fado Português Toiros sem Praça”/ 2013/ Óleo s/tela/ 90x60 cm

Cartazes de exposições





 


3.

Óleo s/tela